Terça, 13 Junho 2017 09:21

Defesa de Mestrado

Avalie este item
(1 Voto)

Defesa de mestrado

Título: Ocorrência de equity market timing na decisão de emissão primária de ações (IPO e Follow-on) no mercado de capitais brasileiro

Aluno: Matheus da Costa Gomes

Data: 23/06/2017, às 15h00

Local: Sala 43 - Bloco B2 - FEA-RP

Resumo: De acordo com a teoria de equity market timing, as companhias tendem a emitir ações ou dívidas de modo a explorar janelas de oportunidade e esse comportamento é um determinante significativo da estrutura de capital das empresas, reflexo das decisões de financiamento. Com base nessa assertiva e nas evidências recentes, esta dissertação investiga a ocorrência de equity market timing na decisão de emissão primária de ações (IPO e Follow-on) no mercado de capitais brasileiro. Em um primeiro momento, analisaram-se os determinantes da estrutura de capital das companhias brasileiras, com base em variáveis comuns na literatura: índice market-to-book, tamanho, tangibilidade, rentabilidade e setor. Mais tarde, para averiguar a existência do comportamento de market timing na decisão de emitir ações, utilizou-se a relação dos retornos anormais, antes e após a emissão, com o volume total de capital levantado por meio da oferta desses títulos, além da quantidade de ações que a empresa emitiu e o preço inicial de negociação, medidas relativas utilizadas por Alti (2006). A amostra analisada leva em conta características setoriais e compreende 123 empresas de capital aberto que emitiram novas ações na BM&FBOVESPA entre 2004 e 2015, somando 165 emissões primárias durante esse período. Foram utilizadas análises descritivas de dados, testes de diferença de médias e regressões lineares para prover evidências da ocorrência desse fenômeno. Os resultados indicam que mais da metade das emissões de ações no Brasil ocorre nos meses que antecedem o prazo máximo de divulgação dos demonstrativos contábeis das empresas, e que 75% das emissões aconteceram depois de retornos anormais positivos. Ademais, as empresas que tiveram retornos anormais negativos depois da emissão de ações foram as que captaram mais recursos por essa via de financiamento, indo a favor da prática de equity market timing na decisão de emissão de ações no mercado brasileiro. Destaca-se, ainda, a constatação de que esse comportamento oportunista está mais claramente ligado à oferta inicial de ações (IPO), ou seja, quando a empresa utiliza essa fonte de financiamento pela primeira vez do que quando a emissão é subsequente (Follow-on), além das evidências de que o setor tem papel importante no comportamento de market timing dos gestores, indicando que as empresas de um mesmo ramo setorial tomam decisões semelhantes com a finalidade de explorar janelas de oportunidades possivelmente relacionadas aos seus respectivos setores.

Departamento de Contabilidade.

Lido 129 vezes Última modificação em Terça, 13 Junho 2017 09:24